PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Domingo, 19 de fevereiro de 2017
   |   
GOOGLE NO SITE

  / Notícias

11/01/2017 08h27 - Atualizado em 11/01/2017 08h44
Popular na orla do Rio, isopor alivia bolso em tempos de crise; G1 comparou preços
G1 comparou preços de bebidas em mercados e praias da cidade. Economia para quem leva produtos de casa passa de 50% em alguns casos.

G1
0 Comentários  


Em tempos de crise, ir à praia com bebidas em bolsa térmica, cooler ou isopor está mais na moda que nunca. Na terça-feira (10), o G1 foi conferir os preços orla da Zona Sul do Rio e comparou com o valor de supermercados próximos, para quem não quer depender do comércio praiano. No que depender do peso no bolso, a "farofa" está liberada e recomendada: a economia pode passar de 50%.

Como base para a comparação, foram escolhidos os seguintes itens, suficientes para um bom tempo de praia: duas águas, quatro refrigerantes e quatro cervejas.

Se um banhista comprar no supermercado para carregar o "isoporzinho", com base nos preços mais baratos pesquisados pela equipe de reportagem, a soma daria R$ 26,41. Adicionado o gelo (R$ 5) para manter tudo gelado, chegaria-se a R$ 31,41.

Na praia, essa mesma soma, sem contar o gelo - já embutido pelos comerciantes no preço -, vai a R$ 66, mais do que o dobro do preço (veja os preços na tabela abaixo).

A economia nem leva em conta a comida, que também faz parte do isopor de muitos banhistas. A médica Juliana Moreira optou em levar bebidas, frutas e biscoitos para a Praia de Ipanema.

"O segredo é trazer comida de casa, com certeza. As criança pedem sorvete, água, mate, biscoito. Trazendo de casa, a gente economiza bastante. Aqui na praia é tudo caro. Mais caro que o normal", conta a médica.

Comerciantes justificam
O G1 conversou também com os barraqueiros. Eles alegam um grande aumento no preço do gelo e do coco para a alta nos cardápios. Segundo eles, nessa época do ano, o valor dobra e por isso é preciso transferir o aumento para os clientes.

"Nosso preço é reflexo do aumento do valor do gelo e do coco. Principalmente do gelo. Nós temos muitos gastos. E o consumo de gelo nesse calor é muito grande. Com essa temperatura que tá fazendo aqui no Rio, nós gastamos cerca de 15 sacos de gelo por dia. Cada gelo com 20 kg custa R$ 20. Sem ser no verão, o mesmo gelo custa R$ 10.", reclama um barraqueiro, que preferiu não se identificar.

O proprietário da barraca conta que o calor excessivo tem sido um obstáculo para contratação de vendedores, que também cobram mais para trabalhar.

"Sabe quanto custa pra eu pagar um vendedor que atende lá na beira do mar? R$ 150 a diária. Ninguém quer trabalhar num sol desse por menos de R$ 150. Sem falar que preciso comprar protetor solar para os meus funcionários que trabalham na praia. São R$ 80 só com o protetor. De três em três dias tem que comprar um novo", diz.

 

Imprimir | Comunicar Erros | Link

» Ninguém comentou ainda, seja o primeiro !

COMUNICAR ERRO NA MATÉRIA

Seu Nome
Email
Comentários

» comente esta matéria

AVISO:

1 - Ao comentar uma matéria é registrado o IP (número de registro) do computador de onde foi enviado.

2 - Também é armazenado no banco de dados, o EMAIL de quem escreve

3 - A responsabilidade do que é escrito é de seus autores ( proprietários do email e do IP)

4 - Comentários com ofensas pessoais ( xingamentos ), acusações, racistas, etc. Não serão permitidos.

5 - Não serão mais permitidos comentários que não tratem diretamente da matéria título.

6 - Caso sinta-se ofendido por um comentário, solicite sua retirada pelo email/MSN contato@lagartense.com.br ou pelo número (79)9945-9820 - Retiraremos imediatamente.

7 - Caso deseje fazer uma denúncia ou matéria, envie para contato@lagartense.com.br com suas devidas identificações, que publicaremos.

***
NOME *
EMAIL *
( Seu Email não será divulgado )
COMENTÁRIO *
Enviando ...
últimasNotícias
» 19/02/2017 | 02h28
Guarda Municipal recupera motocicleta furtada
» 18/02/2017 | 19h02
Marginais promovem arrastão em curso de Crisma em Lagarto
» 18/02/2017 | 15h26
Lagarto enfrenta o Amadense neste domingo
» 18/02/2017 | 15h16
Diego Costa participa de projeto para tentar tirar o time do Lagarto da crise
» 18/02/2017 | 15h05
Juíza entende que lei municipal é inconstitucional
» 18/02/2017 | 11h41
Edvaldo sanciona lei que parcela salário de dezembro dos servidores
» 18/02/2017 | 11h39
Juíza entende que lei municipal é inconstitucional e mantém Uber
» 18/02/2017 | 11h37
Biblioteca Infantil promove X Concurso de Fantasias
» 18/02/2017 | 11h32
Suspeitos de assalto a micro-ônibus são presos em Itaporanga
» 18/02/2017 | 11h30
Hemose leva cadastro de medula óssea para Simão Dias
» 18/02/2017 | 11h27
"Larguei o casamento com o pastor pra ficar com a pastora!"
» 18/02/2017 | 11h21
Menina de 12 anos é estuprada por padrasto e personal trainer em Goiás
» 18/02/2017 | 10h48
Em ato contra Trump, mexicanos fazem "muro humano" na fronteira
» 18/02/2017 | 10h46
"Tira minha vida, mas devolve ela", diz mãe de menina de 7 anos morta na Maré
» 18/02/2017 | 10h42
Pai, mãe e filha são assassinados na região metropolitana do Rio
» 18/02/2017 | 10h37
Liminar que proibia Caixa de exigir que funcionários de SP trabalhem aos sábados cai, diz Caixa
» 18/02/2017 | 10h24
Paciente diagnosticado com malária está internado no Huse
» 18/02/2017 | 10h01
Foragido da justiça é recapturado em Simão Dias
» 18/02/2017 | 09h27
Lagarto ganha o mais completo açougue da região
» 18/02/2017 | 02h33
Em 24 horas Polícia Civil efetuou quatro prisões
Veja + Notícias
maisLidas
PUBLICIDADE








| © Copyright - Todos os Direitos Reservados |
Reportagem: (79) 9945-9820    |   Comercial: (79) 9902-8663