PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Domingo, 19 de fevereiro de 2017
   |   
GOOGLE NO SITE

  / Notícias

25/05/2016 10h52 - Atualizado em 25/05/2016 11h15
As lágrimas alegres de Helena Vieira
A mulher que me ensinou a ser jornalista chorando.


8 Comentários  


Mal apontei na porta e Helena já estava em pé, de vestido florido, um pano de prato no ombro e um olhar que brilha tanto quanto o dente de ouro toda vez que solta uma gargalhada. Foi uma visita que fiz a ela outro dia. Almoçamos e papeamos a tarde inteira.

Eu devia ter uns quatro anos, eu acho, quando vi Helena pela primeira vez. Talvez esse dia foi o que mais chamou a minha atenção. Sempre gostei dos papos com pessoas mais velhas. Na infância, então, adorava rodas de conversas com tias que sempre lorotavam regadas a café. Quando minha avó morreu, Helena, eu penso, era a pessoa que mais sabia sobre ela, talvez.

Foi na mesa comprida de madeira, que comportava até 12 cadeiras, em que pessoas recorriam no mais das vezes, entre comilanças e soluços, que vi Helena pela primeira vez na vida. Ah, se aquela mesa falasse...Era a mesa da casa dos meus avós paternos. A praça Rui Mendes, centro de Lagarto, não era só o endereço dos meus avós, Helena e muitos outros lagartenses, ela também fazia parte daquele roteiro.

Helena tem 66 anos, completados recentemente, nasceu no Tanque, em Lagarto, mesmo povoado em que nasceram meus avós. Mãe de 11 filhos, tem costume de chamar, carinhosamente, as pessoas de meu "hômi" e "minha moça".

Helena Vieira conhece Lagarto mais até que a sua própria vida. Na cidade, as pessoas a têm como uma figura folclórica, daquelas que nem mesmo o tempo poderá esquecer. Acolhe pessoas de rua, animais e presta serviços na comunidade. De parteira a rezadeira, de sabedoria popular ela entende como poucos. Até a previsão do tempo ela acerta mais que Maju, a moça do tempo da Globo. Helena Vieira é minha fonte jornalística preferida.

Foi uma das fundadoras da APAE de Lagarto (Associação de Pais e Amigos dos Expedicionários) e até a igreja do povoado Tanque foi construída num terreno doado por ela. O sagrado e o profano gritam em Helena Vieira do Tanque, que era amiga de todas as horas de Luiza de Zé Grande e de Rosalvo Sandes, todos falecidos, todos do Tanque, todos primos.

Em meu último encontro com Helena, lembrei do nosso primeiro. Minha avó, de lenço na cabeça, um cigarro de fumo grosso entre os lábios, unhas bem aparadas e uma aliança contornando um dos dedos. Já Helena apoiava os dois cotovelos na mesa e embargava a voz com o óculos embaçado. Era uma cena forte, mas as lágrimas de Helena me causavam muita atenção. Nem lembro o papo qual era, em meu pensamento de criança, só lembro que as lágrimas pingavam na mesa.

Eu era, digamos, um jornalistazinho, de corpo franzino, barriga grande e cabelos loirinhos diante de uma cena em que enquanto uma soluçava e uma outra consolava, eu observava. Acho que foi diante daquela ação que me tornei jornalista. As lágrimas de Helena decidiram a minha vida profissional.

Naquele manhã, na mesa de vovó Luiza, diante de uma mulher que chorava, decidi ser jornalista.

Imprimir | Comunicar Erros | Link

Esta matéria recebeu 8 comentário(s)


Maria Cecília
20/06/2016- 18h11
Achei lindo fala bem da minha vovó


» responder » denunciar

Maria Cecília
20/06/2016- 18h13
Achei lindo vocês falar bem de minha Avó??? :-)


» responder » denunciar

Tiago Fontes
25/07/2016- 12h14
Que texto bacana. Lagarto é cheio de figuras incríveis.


» responder » denunciar

Ana Maria
01/08/2016- 21h06
Amei a reportagem sobre Helena Vieira.


» responder » denunciar

cristiane
15/08/2016- 17h54
MUITO BOM O TEXTO, PARABÉNS!


» responder » denunciar

Mara
07/09/2016- 10h49
As lágrimas alegres de Helena Vieira. Muito bom..


» responder » denunciar

Ana Sílvia
20/11/2016- 11h10
Bom dia! Excelente texto, boa escrita, ótima organização das idéias, limpo. Parabéns ! Agora, ler sobre Helena Vieira, é um prazer muito grande. Esse ser humano ímpar ! Helena é digna de meu respeito, por ser o q ela é em todo e qualquer lugar q vá! Vcs sabiam, q só agora a pouco tempo ela obteve a carteira nacional de habilitação ? Nunca antes teve essa preocupação, só agora a poucos anos atrás colocou na cabeça q queria a CNH, se informou, se planejou, se preparou e foi! Analisem a determinação da pessoa! Guerreira, lhe admiro! Respeito sua coerência e gosto demais de sua cia. Deus lhe proteja e lhe guie sempre !!


» responder » denunciar

clenaldo
26/01/2017- 05h09
adoro helena vieira extramamente maravilhosa um pessoa impar bom te conhecer helena melhor ter voce como amiga. um abraço afetuoso helena vieira.


» responder » denunciar

COMUNICAR ERRO NA MATÉRIA

Seu Nome
Email
Comentários

» comente esta matéria

AVISO:

1 - Ao comentar uma matéria é registrado o IP (número de registro) do computador de onde foi enviado.

2 - Também é armazenado no banco de dados, o EMAIL de quem escreve

3 - A responsabilidade do que é escrito é de seus autores ( proprietários do email e do IP)

4 - Comentários com ofensas pessoais ( xingamentos ), acusações, racistas, etc. Não serão permitidos.

5 - Não serão mais permitidos comentários que não tratem diretamente da matéria título.

6 - Caso sinta-se ofendido por um comentário, solicite sua retirada pelo email/MSN contato@lagartense.com.br ou pelo número (79)9945-9820 - Retiraremos imediatamente.

7 - Caso deseje fazer uma denúncia ou matéria, envie para contato@lagartense.com.br com suas devidas identificações, que publicaremos.

***
NOME *
EMAIL *
( Seu Email não será divulgado )
COMENTÁRIO *
Enviando ...
últimasNotícias
» 19/02/2017 | 02h28
Guarda Municipal recupera motocicleta furtada
» 18/02/2017 | 19h02
Marginais promovem arrastão em curso de Crisma em Lagarto
» 18/02/2017 | 15h26
Lagarto enfrenta o Amadense neste domingo
» 18/02/2017 | 15h16
Diego Costa participa de projeto para tentar tirar o time do Lagarto da crise
» 18/02/2017 | 15h05
Juíza entende que lei municipal é inconstitucional
» 18/02/2017 | 11h41
Edvaldo sanciona lei que parcela salário de dezembro dos servidores
» 18/02/2017 | 11h39
Juíza entende que lei municipal é inconstitucional e mantém Uber
» 18/02/2017 | 11h37
Biblioteca Infantil promove X Concurso de Fantasias
» 18/02/2017 | 11h32
Suspeitos de assalto a micro-ônibus são presos em Itaporanga
» 18/02/2017 | 11h30
Hemose leva cadastro de medula óssea para Simão Dias
» 18/02/2017 | 11h27
"Larguei o casamento com o pastor pra ficar com a pastora!"
» 18/02/2017 | 11h21
Menina de 12 anos é estuprada por padrasto e personal trainer em Goiás
» 18/02/2017 | 10h48
Em ato contra Trump, mexicanos fazem "muro humano" na fronteira
» 18/02/2017 | 10h46
"Tira minha vida, mas devolve ela", diz mãe de menina de 7 anos morta na Maré
» 18/02/2017 | 10h42
Pai, mãe e filha são assassinados na região metropolitana do Rio
» 18/02/2017 | 10h37
Liminar que proibia Caixa de exigir que funcionários de SP trabalhem aos sábados cai, diz Caixa
» 18/02/2017 | 10h24
Paciente diagnosticado com malária está internado no Huse
» 18/02/2017 | 10h01
Foragido da justiça é recapturado em Simão Dias
» 18/02/2017 | 09h27
Lagarto ganha o mais completo açougue da região
» 18/02/2017 | 02h33
Em 24 horas Polícia Civil efetuou quatro prisões
Veja + Notícias
maisLidas
PUBLICIDADE








| © Copyright - Todos os Direitos Reservados |
Reportagem: (79) 9945-9820    |   Comercial: (79) 9902-8663